Reparação nas comunidades rurais de Mariana e Barra Longa




A reconstrução de moradias de famílias da zona rural de Mariana e Barra Longa faz parte das ações de reparação da Fundação Renova. Assim como ocorre nos reassentamentos coletivos, o trabalho contempla a restituição do direito à moradia adequada, retomada das atividades produtivas e acesso à infraestrutura e aos bens coletivos da comunidade. Essas famílias que moram nas zonas rurais dos dois municípios tiveram seus imóveis atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão e optaram pela reconstrução de suas casas e propriedades no mesmo terreno em que os imóveis eram localizados. No processo de reparação, 14 famílias solicitaram a reconstrução de seus lares e, desde então, oito imóveis foram entregues, sendo sete em Mariana e um Barra Longa.



O trabalho de reconstrução determina que o imóvel volte à condição similar ou melhor que na situação anterior ao rompimento de Fundão, em relação a edificações e benfeitorias atingidas, aptidão agrícola e capacidade de uso da terra, acesso a fontes de captação e uso de água.


As benfeitorias são divididas nas maiores, como curral, chiqueiro, galinheiro, poço de peixe, estrutura para horta e pomar e baía de equino, e as menores, que incluem porteira, bebedouro, mata burro, tronqueira e cocho.



São atendidas pela modalidade reconstrução as famílias atingidas pela passagem do rejeito que moravam em zonas rurais dos distritos de Mariana e Barra Longa. Os distritos são: Camargos, Campinas, Paracatu de Cima, Pedras ou Ponte do Gama, de Mariana; e Barretos, de Barra Longa.



Colaborador da Fundação Renova explica detalhes do Manual do Proprietário ao futuro morador. O documento, que contém dicas de como conservar a propriedade, é entregue a família no ato da entrega das chaves.

© Copyright 2019 Fundação Renova. Todos os direitos reservados | Política de Privacidade