Reparação integrada

Até agosto deste ano, R$ 6,68 bilhões foram destinados para as ações integradas de recuperação e compensação socioambiental e socioeconômica dos danos causados pelo

rompimento da barragem de Fundão, ocorrido em 5 de novembro de 2015. A Fundação Renova é a entidade responsável pela mobilização e execução da reparação. Cerca de 7 mil pessoas (entre colaboradores próprios e parceiros) trabalham nesse processo, de Mariana à foz do rio Doce. Também estão envolvidas mais de 25 universidades e 40 ONGs e instituições parceiras. Saiba mais.

No caminho da reparação

Conheça os resultados das principais frentes de ações executadas nos municípios atingidos.


Primeiros Passos

A Fundação Renova tem a escuta, o diálogo e a participação social como práticas norteadoras de suas ações junto às comunidades atingidas. Continue lendo.



Traçando o Futuro

A efetividade da reparação passa por iniciativas de educação e protagonismo social. Saiba mais.



Rumos do desenvolvimento

As frentes de fomento à economia local têm como objetivo estimular a retomada da atividade econômica da região impactada. Continue lendo.



Tradição e identidade

Ações de proteção e recuperação da qualidade de vida dos Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais também estão no escopo de atuação da Fundação Renova. Leia mais.



Soluções para o rejeito

Uma etapa importante do caminho da reparação envolve a busca de soluções para os rejeitos que se espalharam pelo rio Doce e seus afluentes. Saiba mais.



Uso sustentável da terra

Programas destinados à reparação de propriedades rurais, recuperação de nascentes e restauração florestal na bacia do rio Doce. Continue lendo.



Do rio até o mar

6 milhões de dados coletados em dois anos nos 92 pontos e 22 estações automáticas mostram que as condições da bacia são hoje as mesmas de antes do rompimento. Continue lendo.



Construir novos caminhos

O programa de reassentamento tem como missão restabelecer os modos de vida e a organização das comunidades que perderam suas casas após o rompimento da barragem de Fundão. Leia mais.



© Copyright 2019 Fundação Renova. Todos os direitos reservados | Política de Privacidade