Rede de sementes gera oportunidades de renda



A Rede de Sementes e Mudas, criada para fortalecer a cadeia produtiva da restauração ambiental conduzida pela Fundação Renova, vai integrar diferentes grupos na bacia do rio Doce. Os interessados poderão atuar como produtores de mudas e coletores de sementes. Com as sementes e mudas geradas, a rede dará suporte à meta da Renova de restaurar 5 mil nascentes e 40 mil hectares de Áreas de Preservação Permanente (APP).


A iniciativa é uma parceria entre a Fundação e o Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (Cepan), com colaboração da Associação Rede de Sementes do Xingu (ARSX) e a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Ao trabalhar com as figuras do coletor de sementes e produtor de mudas, a rede vai gerar novas oportunidades de ganho para os moradores da bacia e integrá-los na recuperação ambiental. Para o produtor indígena Pataxó, Camoni, essa integração é fundamental: “Para recuperar, as pessoas dos locais têm que estar incluídas”, comenta.


Assista ao vídeo do lançamento da Rede de Sementes:


Como fazer parte da rede?

A Fundação Renova está com edital aberto para participação na Rede de Sementes. A prioridade é para aqueles que estejam localizados na área de abrangência da bacia do rio Doce e que tenham um mínimo de conhecimento das espécies nativas da região e proximidades. As inscrições estarão abertas até o dia 5 de abril de 2020. Saiba mais.




© Copyright 2019 Fundação Renova. Todos os direitos reservados | Política de Privacidade