© Copyright 2019 Fundação Renova. Todos os direitos reservados | Política de Privacidade

Reassentamento entra em nova etapa



As obras do programa de reassentamento de Bento Rodrigues, distrito de Mariana (MG), entraram em nova fase. O programa busca restabelecer os modos de vida e a organização das comunidades que perderam suas casas após o rompimento da barragem de Fundão. Os reassentamentos atenderão às necessidades levantadas pelos futuros moradores, buscando preservar hábitos, relações de vizinhança e tradições culturais e religiosas. Também fazem parte do programa de reassentamento as comunidades e áreas rurais de Paracatu de Baixo, em Mariana, e Gesteira, em Barra Longa (MG).


O local para construção do novo distrito, chamado Lavoura, foi escolhido pelos moradores, que aprovaram em assembleia o projeto urbanístico conceitual. Os trabalhos de terraplenagem em Bento Rodrigues caminham para o final, enquanto operários e máquinas iniciaram a estabilização dos terrenos das residências e da escola. Paralelamente, ocorre a implantação da infraestrutura subterrânea das redes de drenagem pluvial e esgoto. Ao fim dos trabalhos, a terraplanagem terá movimentado mais de 465 mil metros cúbicos de material.


“O desafio técnico é grande, uma vez que temos que adequar as soluções de engenharia às características de relevo do terreno. Também consideramos a disposição dos lotes e a organização social das famílias”, informa o diretor de Reconstrução e Infraestrutura da Fundação Renova, Carlos Rogério Freire de Carvalho.

O programa de reassentamento coletivo irá atender a um total estimado de 432 famílias, sendo 255 famílias em Bento Rodrigues, 140 em Paracatu de Baixo e 37 em Gesteira. Além disso, 77 atendimentos de reassentamento para famílias das zonas rurais de Mariana e Barra Longa e 15 atendimentos de reconstrução nas zonas rurais dos municípios foram realizados até março de 2019. Até que as vilas e as propriedades sejam reconstruídas, todos têm o direito à moradia garantido pela Fundação Renova, que atualmente aluga casas para cerca de 300 famílias na região de Mariana e Barra Longa.