Propriedades rurais serão modelo de readequação ambiental e produtiva



Ações de restauração florestal associadas a técnicas de manejo ecológico de pastagem, sistemas agroflorestais e silvicultura de espécies nativas estão sendo implementadas em 22 propriedades rurais entre Mariana e a Usina Hidrelétrica Risoleta Neves (Candonga), em Rio Doce, totalizando 25 Unidades Demonstrativas (UDs). As iniciativas contribuem para a diversificação econômica e recuperação ambiental na região.

Em parceria com o World Resources Institute (WRI Brasi), Centro Internacional de Pesquisa Agroflorestal (ICRAF) e Fazenda Ecológica, as chamadas unidades demonstrativas de produção sustentável serão desenvolvidas dentro de áreas atingidas e integradas ao Plano de Adequação Socioeconômica e Ambiental das Propriedades Rurais (Pasea), aplicado pela Emater-MG.

Os eixos que norteiam o Pasea são produção sustentável, infraestrutura rural, agregação de valor, gestão e monitoramento.

Os modelos vão servir de referência para outras 235 propriedades rurais impactadas que estão recebendo ações para retomada de suas atividades agropecuárias e recuperação ambiental.

Unidades Demonstrativas


UDs de Manejo de Pastagem Ecológica

Quinze modelos serão voltados para Manejo de Pastagem Ecológica, devido ao predomínio leiteiro da Bacia do Rio Doce. Além de sustentável, o deslocamento do bovino aumenta a produtividade do pasto, recupera áreas atingidas e otimiza o espaço para implantação de sistemas agroflorestais, ajudando a mudar a realidade das fazendas da região em respeito ao meio ambiente.

UDs de Sistemas Agroflorestais (SAF)

Esse método favorece a integração de árvores na paisagem agrícola e de espécies cultivadas em ambientes florestais com alto potencial de contribuição para restauração ecológica e manutenção de funções ecossistêmicas, o que fortalece os meios de vida de agricultores.

UDs de Silvicultura

Outras cinco propriedades serão destinadas à silvicultura de espécies nativas, com cultivo de plantas arbóreas de finalidade comercial, geração de produtos madeireiros ou não-madeireiros. Esse método visa à integração de árvores na paisagem agrícola e de espécies cultivadas em ambientes florestais com alto potencial de contribuir para a restauração ecológica e manutenção de funções ecossistêmicas, o que fortalece os meios de vida de agricultores.

A experiência do produtor Waldir Pollack


Uma das propriedades que participam do projeto de unidades demonstrativas pertence ao senhor Waldir Pollack, localizada à beira do rio Gualaxo do Norte e parcialmente atingida pelo rejeito de Fundão. Foram plantadas inicialmente, dentro de uma área de 300 metros quadrados, várias espécies frutíferas, entre elas jabuticaba, banana, jenipapo, acerola e copaíba. Para o senhor Waldir, o sistema agroflorestal vai abrir caminho para que mais produtores da região aprendam sobre esse tipo de plantação. Confira no vídeo abaixo.



© Copyright 2019 Fundação Renova. Todos os direitos reservados | Política de Privacidade