Propriedades rurais atingidas recebem plano de gestão sustentável da terra

A Fundação Renova realizou a entrega de 161 planos de gestão sustentável da terra desenvolvidos sob medida para propriedades rurais atingidas entre Mariana (MG) e a Usina Hidrelétrica Risoleta Neves (Candonga). O trecho entre Mariana e Candonga, de aproximadamente 100 km, foi o mais afetado pelos rejeitos de Fundão.



Feito a partir uma análise aprofundada da propriedade, o Plano de Adequação Socioeconômica e Ambiental (PASEA) foi apresentado a cada proprietário rural atingido que optou por participar do processo, que inclui a adequação ambiental do terreno. Ele detalha tanto as ações realizadas desde 2016, quando foi iniciado o processo, quanto as ações previstas para a reparação do local, como manejo sustentável de pastagens, o uso e conservação do solo, a adequação e melhoria de estruturas rurais e a instalação de sistemas para o tratamento do esgoto doméstico, entre outras.

O PASEA é uma ferramenta criada pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa) e é aplicado na bacia do rio Doce pela Fundação Renova em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG).

Para receber o plano, os proprietários concordam com a realização de ações de adequação ambiental em suas terras, a exemplo da recuperação de nascentes e da proteção de Áreas de Preservação Permanente (APPs). Entre os benefícios possíveis com o PASEA estão:

  • regularização ambiental da propriedade;

  • garantia de alimento para os animais, por meio da recuperação e manejo do solo;

  • produção mais sustentável;

  • mapeamento e utilização de novas fontes de água;

  • aumento da produção com técnicas inovadoras, que podem ser, inclusive, agroecológicas;

  • melhoria genética do rebanho, com inseminação artificial.

Saiba mais sobre o PASEA



© Copyright 2019 Fundação Renova. Todos os direitos reservados | Política de Privacidade